02/MARÇO
Consórcio
Como fazer consórcio de imóveis: tudo o que você precisa saber!

Seja para realizar uma reforma, investir ou adquirir a tão sonhada casa própria, o consórcio de imóveis tem se mostrando uma excelente alternativa para aqueles que desejam realizar sonhos.

 

Por ser uma opção de crédito isenta de juros e sem burocracia, o consórcio imobiliário tem se tornado cada vez mais popular!

 

Ficou curioso para saber como fazer consórcio de imóveis e no que essa modalidade se diferencia do financiamento imobiliário? Não deixe de conferir este artigo!

 

Ah, e ao final ainda apresentaremos as vantagens do consórcio imobiliário comparado às demais opções de crédito! 

 

O que é e como funciona um consórcio de imóveis?

 

Antes de aprender como fazer consórcio de imóveis, é importante entender o funcionamento dessa modalidade de crédito.

 

O consórcio de imóveis se resume a um determinado número de pessoas que se agrupa em favor do mesmo interesse. Nesse caso, o interesse em comum é adquirir um imóvel.

 

Uma vez que o grupo é formado, todos os integrantes fazem uma contribuição mensal do valor preestabelecido. Essa quantia é definida com base no valor solicitado do crédito e na quantidade de parcelas que o consorciado assume. Dessa forma, funciona como uma “poupança” em comum.

 

Ao longo desse processo acontecem sorteios mensais, nos quais cada integrante pode ser sorteado, receber a carta de crédito para comprar seu imóvel e continuar pagando as parcelas já morando no novo lar.

 

Além disso, o consórcio de imóveis também oferece a possibilidade de ofertar lances àqueles que desejam antecipar a contemplação, além de possibilitar o uso do FGTS para complementar o valor da carta de crédito, dar lances ou antecipar parcelas.

 

Consórcio ou financiamento de imóveis: quais as vantagens e desvantagens de cada um?

 

 

Ainda tem dúvidas sobre consórcio? Confira nosso artigo onde explicamos tudo detalhadamente!

 

Passo a passo: como fazer um consórcio de imóveis

 

Entender a fundo como fazer um consórcio de imóveis é muito importante para que você não saia prejudicado caso receba informações de fontes que não sejam confiáveis.

 

As etapas para fazer um consórcio imobiliário são:

- negociação com a administradora e adesão;

- quitação das parcelas;

- participação das assembleias;

- contemplação; e

- aquisição do imóvel.

 

1# Negociação com a administradora e adesão 

 

A negociação é o momento ideal para escolher o plano de consórcio imobiliário que mais se encaixa às suas necessidades.

 

É nesta etapa que ficam definidos o valor da carta de crédito imobiliário, a quantidade e o valor das parcelas.

 

Em seguida, o contrato é assinado e o consorciado recebe um número que servirá como um registro durante as assembleias mensais.

 

2# Pagamento das parcelas

 

O valor da parcela é o resultado da soma da quantia destinada ao fundo comum do grupo com a taxa de administração e outras obrigações envolvidas no contrato. 

 

Pelo fato de depender da valorização ou desvalorização do capital, o valor das parcelas pode sofrer alterações.

 

Já a carta de crédito imobiliário tem seu valor influenciado pelo INCC (Índice Nacional de Custo de Construção). Isso porque, através desta métrica, é possível manter o valor de mercado da carta atualizado, o que oferece maior poder de compra quando acontece a contemplação.

 

3# Participação nas assembleias

 

Promovidas mensalmente, nas assembleias são realizados os sorteios de contemplação e a oferta de lances pelos participantes. 

 

A primeira só acontece quando há o número mínimo de adesões no grupo criado pela administradora responsável. 

 

Em relação aos lances, existem duas modalidades: 

  • lance fixo: uma porcentagem do crédito imobiliário estabelecido pela administradora do consórcio (40% do valor da carta do crédito);

  • lance livre: quantia oferecida por qualquer participante e não possui limite de valor.

4# Contemplação

 

A contemplação ocorre quando um participante é premiado, seja por sorteio ou lance, e recebe sua carta de crédito.

 

Esta carta corresponde ao valor do crédito atualizado e deve ser utilizada para a aquisição do imóvel escolhido.

 

5# Aquisição do imóvel

Ao ser contemplado com o crédito contratado, o consorciado pode fazer a compra do tão sonhado imóvel!

 

Agora que você já aprendeu como fazer um consórcio de imóveis, que tal conhecer todas as vantagens e confirmar que esta é a modalidade de crédito ideal para você? Vamos lá?

 

Siga nossas dicas para poupar mesmo ganhando pouco! 

 

Quais são as vantagens do consórcio de imóveis?

 

O consórcio de imóveis tem se tornado a modalidade de crédito mais querida dos brasileiros! Confira a seguir o porquê:

 

Diversidade de usos

 

O consórcio não serve apenas para adquirir um imóvel novo, mas também imóveis usados, sejam eles residenciais ou comerciais. Além disso, pode ser utilizado também para reformas ou compra de terrenos.

 

Maior flexibilidade 

 

Nessa modalidade de crédito, a análise de perfil do cliente é mais flexível em comparação aos tradicionais financiamentos bancários. É possível, por exemplo, que profissionais autônomos sem renda física ou pessoas com crédito restrito adquiram um consórcio. 

 

Outro fator relacionado à flexibilidade é que, no ato da contratação do consórcio, não há a análise do seu nome nas listas dos órgãos de proteção ao crédito.

 

Portanto, caso esteja negativado, pode aderir ao consórcio sem problemas. Tal análise só acontece ao ser contemplado, então atente-se para estar com tudo regularizado neste momento!

 

Menos burocracia 

 

Por conta da análise de perfil flexível e da proposta de pagamento confortável, o consórcio de imóveis é pouco burocrático e, consequentemente, mais ágil. 

 

Mensalidades acessíveis

 

Já que o prazo de pagamento é definido de acordo com as necessidades do comprador, as mensalidades têm seus valores adequados a quanto o consorciado de fato pode pagar.

 

Sem cobrança de juros

 

O grande diferencial do consórcio imobiliário é a ausência da cobrança de juros, geralmente, cobrados em modalidades de crédito tradicionais.

 

Atenção! Não confunda juros com taxa de administração, valores cobrados pela administradora do consórcio para fazer o gerenciamento das cartas de crédito, realizar sorteios etc.

 

Sem entrada

 

Ao contrário das modalidades de crédito tradicionais, o consórcio imobiliário não exige um valor de entrada para aderir ao plano. 

 

Uso do FGTS

 

Por fim, outra grande vantagem do consórcio é que também aceita o uso do FGTS

 

Ele pode ser usado para:

- dar lances (a fim de antecipar a contemplação da carta de crédito);

- amortizar parcelas;

- complementar o valor do crédito; e

- quitar até 3 parcelas atrasadas do consórcio.

 

Agora que você já aprendeu como fazer um consórcio de imóveis, aconselhamos que busque por uma empresa de confiança no mercado para ajudar a realizar o seu grande sonho!

 

Entre em contato conosco para conhecer todas as nossas condições de negócio, estamos te esperando!

 

Gostou do artigo? Confira outros que podem te interessar!

 

Respondemos todas as suas dúvidas sobre o consórcio!

Onde morar em São José dos Campos: conheça as melhores opções!

Consórcio imobiliário em SJC: conquiste a casa própria!

 

Conheça a GMR

 

A GMR Consórcios e Seguros é especialista em crédito imobiliário, sobretudo o consórcio. 

 

E sabe qual é o nosso maior diferencial? Oferecemos uma consultoria especializada em crédito imobiliário, realizada por profissionais com mais de 10 anos de experiência no mercado. 

 

Assim, o nosso cliente é conduzido pelo melhor caminho para a aquisição do seu bem, seja ele um imóvel ou um automóvel.

 

Não importa o tamanho dos seus sonhos, a GMR realiza!

 

Seus sonhos são só seus, mas podemos dar uma mãozinha. Representando uma das maiores administradoras de consórcios do país, a Porto Seguro Consórcios, oferecemos a melhor condição do mercado de acordo com a sua necessidade. Fale com a gente!