27/MARÇO
Consórcio
Consórcio ou financiamento de imóveis: qual a melhor opção?

Com a queda constante das taxas de juros no último ano, muitos brasileiros voltaram a enxergar o financiamento de imóveis como uma saída para a aquisição de um imóvel. Mas, afinal, será que essa é a melhor opção?

 

Se escrevermos os números no papel, é possível perceber que há uma alternativa mais segura e econômica: o consórcio imobiliário.

 

Portanto, se está buscando alternativas para comprar seu imóvel, mas ainda tem dúvidas entre consórcio ou financiamento, preste atenção neste artigo! Vamos tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto.

 

Boa leitura!

 

Consórcio imobiliário: o que é e como funciona?

 

O consórcio imobiliário é, sem dúvidas, a maneira mais econômica para adquirir um bem. Nele, um grupo de pessoas se junta por interesse em um bem comum; neste caso, o imóvel.

 

Todo mês, cada integrante paga uma quantia, que é definida de acordo com o valor do imóvel desejado e o número de parcelas.

 

A conquista da carta de crédito, fruto do seu consórcio, acontece por meio de sorteios ou lances.

 

Os sorteios são realizados todos os meses e se baseiam nos números da Loteria Federal. A quantidade de sorteados depende da administradora responsável pelo consórcio e da quantidade de pessoas pertencentes ao grupo.

 

As chances de conseguir a carta de crédito aumentam conforme os meses vão passando, pois quem já foi contemplado não participa mais da disputa.

 

Por outro lado, se você não quiser esperar para ser sorteado, é possível conseguir a carta de crédito por meio de lances.

 

Os lances funcionam como uma espécie de adiantamento do valor. Existem três tipos de lances no consórcio de imóveis. São eles:

 

- lance fixo: nessa modalidade de lance, uma porcentagem do valor da carta de crédito é estabelecida pela administradora do consórcio é contribuída mensalmente pelo consorciado. Nos consórcios da Porto Seguro, este percentual é fixado em 40%.

 

- lance livre: funciona como uma espécie de leilão. Quem der o maior lance no mês será contemplado com a carta de crédito;

 

- lance embutido: aqui, o consórcio oferece uma porcentagem do valor da sua carta de crédito como adiantamento. No caso dos consórcios administrados pela Porto Seguro, este valor limita-se a 30% do valor da carta e será descontado da mesma.

 

 

 

Agora que você entendeu o que é e como funciona esta modalidade de crédito, você deve estar se perguntando: “mas, afinal, é melhor investir em consórcio ou financiamento de imóveis?”

 

Consórcio ou financiamento de imóveis: qual a melhor opção?

 

Uma das principais vantagens do consórcio sobre o financiamento de imóveis é a ausência de juros. Diferente do financiamento, o consórcio imobiliário não cobra juros, apenas uma taxa de administração.

 

Além disso, não há a necessidade de pagar uma entrada e, caso haja desistência, é possível vender a sua cota e recuperar o dinheiro investido.

 

Além disso, é possível aderir ao consórcio caso você esteja negativado, pois a análise de crédito só é feita após a contemplação.

 

Já no financiamento, há cobrança de taxa de juros, reajuste monetário e amortização da dívida, tudo atualizado periodicamente. Já pensou como isso impacta no resultado final do valor que você investe?

 

Em 2019, a taxa de juros de financiamento pela Caixa Econômica Federal chegou a 6,5% + TR ao ano pelas modalidades tradicionais!

 

Além do mais, a CEF lançou uma linha de crédito atualizada pela inflação. Nela, a porcentagem chegou a 2,95% + IPCA ao ano.

 

Diferentemente do consórcio, pessoas negativadas não podem fazer o financiamento, pois a análise de crédito é feita antes da assinatura do contrato.

 

 

Quer entender melhor sobre as vantagens e desvantagens de cada modalidade? Confira este comparativo de consórcio x financiamento:

 

Comparativo Consórcio x Financiamento de Imóveis

 

Para ajudar você a entender melhor como é diferente o valor final de cada modalidade de crédito, preparamos uma tabela comparativa. Confira!

 

 

Vendo o impacto no resultado final do valor pago, ficou mais fácil decidir entre consórcio ou financiamento de imóveis, certo? 

 

E se eu te disser que você pode utilizar o FGTS para antecipar a contemplação? Parece perfeito, não é?

 

Use o FGTS no consórcio imobiliário para antecipar a contemplação

 

No consórcio, o FGTS pode ser usado para dar lances e antecipar o pagamento de parcelas.

 

Outra possibilidade é usar o valor do FGTS após a contemplação para complementar o valor da carta de crédito. Assim, é possível comprar um imóvel com um valor mais elevado!

 

Atente-se aos critérios para usar o seu FGTS no consórcio:

 

- é preciso ter contribuído por pelo menos 3 anos para o Fundo de Garantia;

 

- o titular da conta do FGTS precisa ser o mesmo que comprou a cota de um grupo no consórcio;

 

- o consorciado não pode possuir ou usufruir de imóveis no mesmo município de residência ou trabalho na data de assinatura do contrato.

 

GMR: uma representante Porto Seguro Consórcios perto de você!

 

A GMR é especialista em crédito imobiliário por meio do consórcio, com mais de 10 anos de mercado. Além de oferecer uma verdadeira consultoria especializada, a empresa é Representante Elite da Porto Seguro em São José dos Campos.

 

 

Ao optar pelo consórcio de imóveis, você consegue se planejar para alcançar os seus objetivos. É possível comprar um imóvel, construir ou reformar. Isso tudo com parcelas extremamente atraentes, que cabem no seu orçamento!

 

E aí, já decidiu entre consórcio ou financiamento de imóveis? Não perca tempo e fale já com um de nossos especialistas!

 

Quem leu esse artigo também costuma ler...

 

6 motivos que vão te convencer que o consórcio imobiliário vale a pena!

Onde morar em São José dos Campos: conheça as melhores opções!

Consórcio imobiliário Porto Seguro São José dos Campos: a sua chance de realizar um sonho!