10/FEVEREIRO
Tem dívidas e não sabe como sair delas? Veja essas 05 dicas!

Muitos quando se veem em uma situação de endividamento se perguntam se existe um meio de se livrar dessa situação. A excelente notícia é SIM! Existe sim.

 

Mas claro, isso exigirá de você algumas ações práticas, que até mesmo parecerão desconfortáveis ou desagradáveis de serem realizadas, mas pense no resultado final: tranquilidade financeira, maior visibilidade para planejar suas aquisições e sua vida como um todo.

 

Vamos ver quais passos são essenciais para conquistar uma vida financeira saudável?

 

1) Tomar consciência da situação

Ter a consciência de que você está em uma condição de endividamento excessivo e de que precisa resolver essa situação o mais breve, é um grande passo para a sair do endividamento. Não podemos nos conformar com a dívida!

 

2) Mapear as dívidas

Já consciente da dívida e tendo a certeza de que quer sair dessa situação, é importante estar ciente do real tamanho do problema. Analise tudo o que está pendente de pagamento e mapeie detalhadamente as informações importantes como: os valores das dívidas, os prazos para pagamento, as taxas de juros que está sendo cobrada, entre outras. Diante de todas as informações, fica muito mais fácil buscar soluções.

 

3) Renegociar as dívidas

Negocie condições mais vantajosas para o pagamento das dívidas, isso é outro aspecto fundamental para que você possa sair do endividamento. Essa é a hora de procurar trocar dívidas que pagam juros elevados por dívidas com juros menores. Negocie prazos, pois, também ajudará na sua reorganização financeira.

 

4) Reduzir gastos

Sobre o assunto, vale a pena refletir sobre os três tipos de gastos: necessários, supérfluos e desperdícios, e analisar em quais dessas três áreas suas despesas se encaixam.

 

5) Poupe dinheiro
É isso mesmo que você leu, já ouviu falar em consórcio imobiliário?
Mais conhecido como “a arte de poupar em grupo”, pois se baseia na união de pessoas (físicas ou jurídicas) que contribuem mensalmente (ou conforme estabelecido em contrato) para a formação de uma poupança comum. Essa poupança, chamada de “fundo comum”, é utilizada por todos os participantes do grupo para a aquisição do bem ou serviço desejado, em ordem definida por sorteio e lance. Por ser financiado pelos próprios integrantes do grupo, o consórcio é chamado de autofinanciamento.

Através do consórcio imobiliário você poupa seu dinheiro, e ainda garante uma carta de crédito que te possibilita para compra de uma casa, reforma, construção, enfim, você é quem escolhe, e a partir dessa aquisição você pode se beneficiar através da venda desse patrimônio, ou locação.

Quer saber mais?
Entre em contato conosco.


Somos uma corretora de investimentos especializada em consórcios imobiliários, e podemos te ajudar a encontrar o melhor caminho para um investimento seguro e rentável.